domingo, 26 de maio de 2013

Lagarto com legumes a la Beethoven

Domingo foi dia de organizar a casa, jogar sacos e mais sacos de papéis no lixo, limpar os armários e ouvir uma boa música. Peguei de herança do meu pai a coleção completa dos clásicos Mozart, Bach, Beethoven, Chopin, Brahms, Handel, Vivaldi, Strauss, Grieg e Tchaikovsky. Confesso que sou bastante eclética para ouvir música. Escuto do pop, ao rock, eletrônica e até sertanejo! Mas os clássicos são realmente demais! Inspirada ao som de Beethoven resolvi ir para cozinha fazer o almoço de domingo. Conferi o que tinha no congelador e na geladeira, fiz umas pesquisas na internet e inventei esse prato que ficou sensacional!
Peguei uma peça de lagarto, temperei com sal e pimenta do reino. Cobri com fatias de bacon (que você pode amarrar com barbante ou palito. Em uma panela grande aquecida derreti 2 colheres de sopa de manteiga. Dourei bem virando-a de todos os lados. Acrescentei 1 xícara de chá cheia de vinho branco seco, 2 cebolas médias cortadas em grosseiras rodelas e 6 batatas descascadas picadas em cubos grandes. Temperei com o sal especial (aquele das Dicas da Fefe), pimenta do reino moída na hora e ervas de Provence e deixei ferver por uns 10 minutos. Acrescentei água até quase cobrir e deixei cozinhando por mais 20 minutos. Depois joguei um mix de legumes congelados da Bonduelle que se chama Salada Crocante Sombrero e deixei mais uns 10 minutos. Conferi se a carne estava macia e pronto! O prato ficou uma delícia! Experimente e Bon appétit!

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Dicas da Fefe: Pescado a Lo Macho

A primeira aula da Tru'Fer Spaço Gastronômico foi sobre Culinária Peruana.  O menu degustação teve de entrada Causa Limeña e Ceviche. O prato principal foi Pescado a Lo Macho e a sobremesa um Suspiro limeño que literalmente causou suspiros de prazer a quem o experimentou! Para descontrair o ambiente eles também ensinaram um drink tipicamente peruano, o Pisco Sour.
Aproveitando que está chegando o dia dos namorados e que receitas afrodisíacas são as mais pedidas para o momento, resolvi buscar neste menu cheio de sabores uma receita muito bacana para quem se dispuser entrar na cozinha e agradar ao seu amor. O prato escolhido foi o Pescado a lo macho. Frutos do mar à vontade para caracterizar bem o cardápio picante da noite.

Em uma frigideira, esquente um fio de óleo. Frite Agregue 1 cebola picada miúda, 1 dentes de alho bem picadinho e deixe cozinhar até ficar com coloração avermelhada. Acrescente 1/2 tomate, 1 colher café rasa de pimenta do reino e 1 colher de café rasa de pimenta dedo de moça picada. e as pimentas. Deixe cozinhar por 5 minutos. Adicione 1/2 xícara de café vinho branco e tempere com 1 pitada de sal, 1 pitada de cominho e 1 colher café rasa de açafrão. Coloque gradualmente mariscos na seguinte ordem: 100g de lula limpa e cortada em anéis, 2 mexilhões limpos, 100g de polvo limpo, 2 lagostins limpos, 6 camarões cinzas médios limpos e sem cascas. Isso é bem rápido. Reserve-os. Frite 2 filés de corvina, cação ou robalo em azeite quente. Tempere com sal e pimenta do reino. Deixe-os ficar dourados. Após fritos, coloque-os no centro de cada prato. Ao redor, os frutos do mar. Decore com a salsinha picada e limão. Para acompanhar, sirva arroz branco.
Bon appétit!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Proeza Dão DOC 2010 e Proeza Tradicional Dão DOC Red 2010

Como viram no post da carne de sol à brasileira, o dia das mães foi recheado de delícias e caprichos. Para acompanhar a comemoração servimos o Proeza Dão DOC 2010 e o Proeza Tradicional Dão DOC Red 2010. Vinhos da seleção do sommelier Wine do mês de abril. Sem dúvida, mais duas paixões em minha adega! Estes vinhos são frescos, frutados e com grande longevidade, que refletem toda a complexidade vinda de solo granítico do centro de Portugal. Os enólogos Cristiano e Alvaro Van Zeller, junto a Nuno Cancela de Abreu, assinam os rótulos de cortes distintos, difíceis de serem replicados em qualquer outro lugar. A linha Proeza é composta de vinhos elegantes, clássicos e de alta qualidade. E eu assino embaixo a descrição do ClubeW ! 

O Proeza Dão DOC 2010 é descrito como um vinho de “aroma de frutas maduras, como ameixa, cereja e amora mescladas às notas de especiarias. Apresenta corpo mediano, taninos macios e um final de boca muito suave e agradávelBerço da touriga nacional, o Dão acolhe os vinhedos desta e outras castas que compõem os espirituosos vinhos de aroma delicado e sabor aveludado provenientes dessa região"
O Proeza Tradicional Dão DOC Red 2010 é um vinho de "aroma de frutas vermelhas maduras, ameixa e uva passas, caruma e especiarias. Em boca, o ataque é suave, com taninos redondos e com final de boca persistente. Os vinhedos deste tinto são plantados em encostas suaves e em solo arenoso de origem granítica, que proporcionam às vinhas boa exposição solar e pouco nutriente, amadurecendo os bagos de forma perfeita". O ambos harmonizaram com perfeição ao prato com carne seca e manteiga de garrafa. Uma combinação graciosa que encantou os convidados de nosso almoço e fez do dia das mães ainda mais especial. Recomendo!

domingo, 12 de maio de 2013

Carne de sol à brasileira


Mesa caprichada para receber as mamães
O dia das mães foi recheado de detalhes e receitas surpreendentes! Para começar, caprichei na mesa. Fiz um bouquet de flores bem lindo e flores nos guardanapos para encantar as mamães pelo dia especial.
A Fernanda arrasou na entrada. Fez bolinhos de arroz com pequi servidos em cama de goiabada na cachaça. Uma receita que ainda não tive acesso... Mas que em breve ela deve postar nas dicas da Fefe aqui para vocês!
Para o prato principal servimos a receita do chef César Santos chamada carne de sol à brasileira, a qual fizemos algumas pequenas adaptações, mas que ficou sensacional! Essa sim, vem no post de hoje!
E para finalizar com chave de ouro, profiteroles de morango e physalis uma frutinha linda! Que abrimos para ficar em formato de flor e esbanjar beleza na mesa para os convidados.
Vou passar a receita do nosso prato principal neste post e aproveitar para deixar aqui as imagens que fizemos neste belo almoço em família.


Guardanapos floridos

A Carne de Sol Brasileira é um prato simples, saboroso, feito com carne de sol desfiada, purê de macaxeira e farofa de jerimum, regado com molho de manteiga de garrafa e cebola.
Prepare, inicialmente, o pure de macaxeira (mandioca para os mineiros). Cozinhe 400g dela e amasse até ficar na consistência de purê. Leve ao fogo e acrescente 100ml de manteiga de garrafa, 150ml de creme de leite fresco, 200g de queijo coalho ralado. Tempere com sal e prove para conferir a medida certa. Misture bem até formar um creme homogêneo e desligue o fogo. Reserve.

Bolinhos de arroz com pequi e goiabada na cachaça

O segundo passo é a farofa de jerimum (abóbora). Cozinhe 400 g de jerimum e amasse bem com um garfo. Coloque-o ainda quente em uma panela e leve ao fogo baixo. Acrescente 2 colheres (sopa) de manteiga e tempere com sal. Adicione aos poucos 300 g de farinha de mandioca e confira se o tempero está bom ou se é necessário adicionar mais sal. Mexa bem até formar a farofa. Reserve.
Corte uma couve muito fina. Jogue em óleo bastante quente por 20 segundos. Retire e deixe em papel toalha para secar. Ela será usada para finalizar o prato.


Carne de sol à brasileira

Para montar o prato usamos a carne de sol comprada pronta e já desfiada que vende em uma caixinha. Já falei dela no post sobre creme de abóbora com carne seca
Fizemos a montagem com aros redondos. Para começar, uma camada grossa de farofa. Depois outra camada de purê e por cima a carne seca desfiada. Finalize com cebolas roxas passadas na manteiga e crispy de couve. Um toque de manteiga de garrafa por cima e nas laterais para o toque final.

Profiteroles de morango e physalis




Nossa sobremesa foi um escândalo! A Fernanda mandou ver nas "Carolinas" com chantily, morangos e physalis. Uma outra receita que em breve também sairá nas dicas da Fefe. Nosso almoço foi mesmo, além de saboroso, muito lindo. Afinal, as mamães merecem!
Bon appétit!



Feliz Dia das Mães!


"...Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho".
Carlos Drummond de Andrade

Eu posso dizer que tenho a melhor MÃE do mundo! Um mulher linda, generosa, cuidadosa, vaidosa e cheia de amor e carinho para doar. Com ela aprendi e aprendo, diariamente, muitas lições que levo por minha vida. Com ela aprendi cozinhar! E para ela farei, hoje, junto com minha mana, um almoço delicioso para comemorar essa merecida data.
A todas as mães e futuras mamães, um beijo saboroso de por esse dia tão especial!

sexta-feira, 10 de maio de 2013

10 de maio - Dia do Cozineiro

HOJE É DIA DO COZINHEIRO!
Parabéns a todos que realizam o grandioso trabalho de colocar sabor nas nossas vidas!

Não se sabe quando o ofício de cozinheiro surgiu. Mas em minhas pesquisas pela internet li que foi a partir de suntuosos banquetes na corte da Mesopotâmia por volta de 3000 a.C. 
A comida sempre foi um importante elemento nas relações sociais e de poder. Nas mãos dos cozinheiros sempre foram de suma importância para enaltecer ou arrasar um evento de negócios.
Seja para impressionar, seja apenas para alimentar, cozinhar deve ser sempre um ato de amor.
Cozinheiros amadores ou profissionais, somos o resultado daqueles que apreciam as misturas da matéria-prima que a natureza nos fornece para degustar e proporcionar verdeiros momentos de prazer... Parabéns a todos nós!
Bon appétit!

terça-feira, 7 de maio de 2013

Peñalba La Verde TCS 2010

Há alguns meses resolvi assinar o ClubeW da wine.com.br, uma loja virtual de vinhos que tem planos de assinaturas nos quais recebemos vinhos cuidadosamente selecionados pela equipe de Sommeliers Wine com valores até 40% abaixo do mercado. Além de receber os vinhos em casa e com um belo desconto, ainda ganhamos uma revista muito bacana com dicas de harmonização, receitas e reportagens bem interessantes sobre o mundo do vinho.
Em março foram selecionados o Peñalba La Verde TM 2009 e Peñalba La Verde TCS 2010, vinhos finos e frescos da Bodegas Vizar. A vinícola pertence à família Zarzuela, que mantém o amor à terra e a história secular da viticultura espanhola. Todo o processo de produção desses vinhos foi realizado em temperatura controlada, agregando aromas delicados e de maior elegância.
Experimentei esses dias o Peñalba La Verde TCS 2010. Um vinho apaixonante! A safra de 2010 foi considerada muito boa. Durante a colheita, o rendimento da uva foi menor em quantidade, porém maior em qualidade, com uma acidez mais acentuada, perfeita para vinhos de longa duração e equilibrados. Um vinho "encorpado, com aromas que lembram cassis, cereja negra e notas de especiarias. Os taninos são firmes e o final de boca é de ótima persistência"*. Recomendo este vinho e o incluirei na listinha de favoritos, pois esse espanhol é realmente sensacional!
Salud!

*Sommelier Wine: http://www.wine.com.br/wineinfo/clubew/selecoes-anteriores/2013/03/


sábado, 4 de maio de 2013

Torta fria de frango com legumes

A receita de hoje tem, para mim, sabor de infância. A Lourdes, que trabalhou na casa da minha mãe por 18 anos, sempre fazia essa torta fria para o lanche. Em momentos de nostalgia é sempre bom resgatar essas antigas receitas! Além disso, é um prato muito saudável, simples e ótimo para deixar pronto na geladeira para o lanche.
A variedade dos legumes depende do gosto de cada um. Eu acho bonito fazer colorido, então usei, para essa receita, 1 beterraba, 1 xícara de chá de abóbora picada, 1 xícara de chá de frango desfiado processado e 1 xícara de chá de ervilha. Cozinhe os legumes separadamente, cada 1 com 1 tablete de caldo de legumes e 2 xícaras de chá de água. Quando estiverem bem macios, retire-os do forno e bata um de cada vez no liquidificador para que fiquem como um creme. Deixe esfriar. O frango também deverá ser cozido com água e 1 tablete de caldo de galinha por 20 minutos. Também deverá ser processado no liquidificador.
Pegue um pacote de pão de forma cortado na horizontal. Passe uma fina camada de maionese na primeira fatia e por cima adicione o creme de frango. Pegue outra fatia de pão e passe maioneses em ambos os lados. Coloque por cima e a próxima camada de creme de abóbora. Repita o procedimento até passar todas as camadas dos legumes e se ainda sobrar fatias de pão e cremes de legumes repita as camadas. Para finalizar passe mais uma camada de maionese por cima e nas laterais. Eu costumo usar pouca maionese pois acho que fica enjoativo. Mas em algumas receitas que vi na internet as pessoas passam quantidades generosas para cobrir toda a torta. Gosto de cada um, não é mesmo?! Leve à geladeira por cerca de 1 hora antes de servir para ela ficar bem fresca. 
Prepare-se para sentir o sabor da infância e relembrar bons momentos!
Bon appétit!