terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Dicas da Fefe: Salsinha desidratada fresca

O ano começa com novidades!

Uma nova e especialíssima parceira está entrando aqui no Blog com dicas preciosas para nossas aventuras gastronômicas. Minha mana, Fernanda Lafetá, apresentará aqui alguns segredos que vem aprendendo no curso de cozinheiro profissional para facilitar nossa vida na cozinha e deixar nossos pratos cada vez mais saborosos e lindos.
Para começar, vamos aprender a fazer a salsinha desidratada. Muito utilizada pelos chefs para finalizar a decoração dos pratos. A vantagem de se fazer exatamente esta aqui que a Fernanda ensina é que a terá fresca, com todas as propriedades nutricionais ativas para o consumo. Segundo minhas pesquisas cibernéticas, salsas são ricas em vitaminas A, B1, B2, C e D, se consumidas cruas, já que o cozimento elimina parte dos seus componentes vitamínicos. É diurética (facilita a secreção da urina); emenagoga (provoca a vinda da menstruação); carminativa (combate os gases intestinais); expectorante (facilita a expectoração); antitérmica (combate a febre); eupéptica (melhora a digestão); vitaminizante (colabora na regeneração das células); aperiente (abre o apetite); antiinflamatória (combate inflamações). Mas cuidado! A salsa, através de uso interno, é contra-indicada para gestantes e lactantes, pois um de seus componentes, o apiol, é estrogênico; isto é, altera o sistema reprodutor feminino e pode provocar o aborto. Dela tudo pode ser usado: folhas, caules, raízes e sementes. A reprodução é feita por sementes, num local ensolarado e em solo que não seja demasiado compacto. Também pode ser cultivada em vasos fundos em uma janela ensolarada.*
O passo-a-passo da salsinha desidratada fresca é até simples.


Para começar lave bem as folhas. Pique-as bem miúdas. Quando achar que estão pequena, pique um pouco mais e depois mais. Afinal, é necessário que fiquem minúsculas! Depois coloque em um pano tipo perfex novo, faça uma trouxinha e lave em água corrente da torneira. Torça bem o perfex para que a salsinha seque bde verdade (se ele rasgar é normal). Repita do outro lado torcendo mais um pouco. Certifique-se que está bem sequinho! Abra o pano e transfira a salsinha para um papel toalha. Voilá! Estará seca e pronta para decorar seus pratos.

Aproveite essa dica. A salsa é a erva aromática mais conhecida e utilizada na cozinha. Originária dos países mediterrâneos, tempera bem qualquer tipo de prato salgado. É ideal para incrementar arroz, molhos, refogados, sopas, peixes, carnes e frangos.
Bon appétit! 
*Fonte: http://www.kdfrutas.com.br/saibamais/salsa

3 comentários:

  1. Respostas
    1. E que venham muitas outras ótimas dicas para nossos visitantes do Blog!

      Excluir
  2. com certeza! Já estou bolando as próximas!

    ResponderExcluir