segunda-feira, 18 de junho de 2012

Melangé da Bibi

Essa receita, originalmente, não é da Bibi, prima de uma amiga muito querida. Mas ela tão famosa por fazer essa salada e acabou virando o Melangé da Bibi. Resolvi testar. E todos aqui amaram! É bem simples e conta com um segredinho fantástico relacionado à ardência da cebola, ou melhor, para retirar essa ardência. Então vamos começar por ela. Corte 1 cebola branca bem fina em rodelas e jogue na água. De tempos em tempos, você deverá trocar por água quente e fria, alteranadamente. Faça isso umas 4 ou 5 vezes. É muito bacana porque o sabor da cebola realmente fica bem suave. Depois dessas trocas de água deve-se escorrer a cebola e reservá-la. Para o restante da salada, utilize 1/4 de repolho cortado bem fininho, 1 cenoura lascada (eu ralei em ralador médio), 1 pimentão verde, 1 vermelho e 1 amarelo cortado em tiras, 1 maçã cortada em 4 partes, lascada bem fina com casca, 1 vidro de azeitonas verdes sem caroço em rodelas (eu ainda acresci um pouco de azeitonas azapa, aquelas pretas), 1 vidro de palmito cortado em rodela, 1 pacote de muçarela em tiras, cortada em rodelas, 1 pé de couve-flor cozida até fiar bem macia (colocar somente as florzinhas) e, por fim, a cebola que você usou a técnica da troca de águas.
Para temperar, a receita diz para usar tempero pronto completo, aquele italiano. Mas eu preferi usar um feito por mim mesma com 2 colheres (das de sopa) de vinagre, 2 colheres (das de sopa de azeite), sal, pimenta do reino e ervas de provance.
Com todos os ingredientes cozidos - couve-flor e a cebola - misture os demais deixando por último 1 vidro de azeite, que deve ser despejado aos poucos na vasilha misturando sempre para incorporar toda a salada. Eu, particularmente, achei um pouco exagerado 1 vidro de azeite! Confesso que usei menos, mas a quantidade sugerida na receita é essa mesmo! Para finalizar, adicione passas e castanha de caju salgada. 
A receita serve, pelo menos, 6 pessoas (com fome!). Por aqui nem deu para servir mais prato nenhum, porque estava tão bom que nos deliciamos como entrada e prato principal. É de comer compulsivamente! Vale a pena experimentar!
Bon appétit!

4 comentários:

  1. Bom, não sou muito chegada em cebola não, mas que tá bonita, ahhhh táaaa..
    Bjim, ANITA
    www.anitabemcriada.com
    @anitabemcriada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Experimente mesmo sem a cebola, Ana! Tenho certeza que ainda ficará ótimo!

      Excluir