quinta-feira, 31 de maio de 2012

Sugestão de Cardápio para o dia dos namorados

Há sempre alguma loucura no amor. 
Mas há sempre um pouco de razão na loucura
(Nietzsche)

Como prometi no post do Concurso e sorteio para o dia dos namorados, farei aqui para vocês algumas combinações de receitas fáceis para abrilhantar e apimentar a noite especial.
Devemos pensar em sabor e aroma sim! Mas não podemos esquecer que essa não é uma ocasião qualquer. Não será possível cozinhar algo que deixará o casal enfarado de comida e necessitando de um guindaste para levantar da mesa. O ideal são pratos leves, e de elaboração simples. E não esqueçam a técnica do sabonete de inox para retirar todo e qualquer odor das mãos! Mas vamos lá! A primeira sugestão de cardápio traz alguns itens que tem fama afrodisíaca...
Para entrada, sugiro a salada verde com amêndoas. Segundo Izabel Allende, em seu livro Afrodite, Contos, Receitas e Outros Afrodisíacos, a amêndoa associa-se à paixão e à fertilidade. É o componente mais sensual da confeitaria árabe. Na Itália era usada como remédio e excitante amoroso, e talvez provenha daí o costume de oferecê-las antes das refeições para acompanhar o coquitel. Supõe-se que seu aroma, penetrante, persistente, às vezes levemente amargo, excite as mulheres e por isso é também, usada com deleite em cremes, sabonetes e loções para massagem. Taí uma boa justifica para a escolha dessa entrada!

Para o jantar, especialmente se estiver mais friozinho, o creme de aspargos na panhoca.
Os aspargos, assim como vários outros alimentos, têm a fama de afrodisíacos devido à forma fálica. Mas eles também possuem outras características que são bem interessantes para fazer parte do cardápio da noite especial. Com muito folato e vitamina B que aumenta os níveis sanguíneos de histamina, ele é ferramenta de incentivo para se chegar ao climáx e para aumentar a excitação do casal... 

E para finalizar com chave de ouro, encomende as divinas trufas da Tru'Fer.
Por quê trufas? Porque são feitas a partir do chocolate meio amargo, o mais afrodisíaco de todos!
Diz a lenda, que o chocolate era a bebida sagrada dos astecas e estava relacionado com a deusa da fertilidade, Xachiquetzal. Os maias veneravam o cacaueiro e chamavam o cacau de "alimento dos deuses". Dizem que o imperador asteca Montezuma bebia 50 taças de chocolate todos os dias para melhorar sua capacidade sexual! Será?!?!?!
De sabor muito agradável, é alimento que vicia e excita por conter o alcalóide teobromina entre os seus componentes.
Comer um chocolate preto pode ser fundamental para conquistar sua(seu) companheira(o). Com a feniletilamina, a endorfina liberada pelo corpo aumenta a atração entre as pessoas. Por isso que o chocolate sempre foi associado ao amor e ao romance. Vai arriscar e não apostar nessa sobremesa dos Deuses?


Para acompanhar, um belo Talenti Rosso Rispollo. Um vinho de mesa da vinícola italiana Montalcino, que fica na região da Toscana. Seco, porém suave, elaborado a partir de uma combinação das castas estrangeiras de origem bordolesa Cabernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot.
Além de fazer as pessoas se sentirem quentes, a bebida aumenta os níveis de estrogênio e facilita a circulação sanguínea. Beber vinho praticamente se torna fatal para uma boa noite de amor. 
Essa é realmente uma boa pedida para a noite especial...
Bon appétit

terça-feira, 29 de maio de 2012

Risoto da paixão

"Delicados mamilos frutíferos que, no código do erotismo, convidam ao amor. São o complemento ideal do champanhe nos rituais da sedução, como dizia a bela e frívola Paulina Bonaparte". 
(Isabel Allende, ao descrever os morangos na obra Afrodite. Contos, Receitas e outros Afrodisíacos)

Para inaugurar a série de receitas especiais para o dia dos namorados escolhi o risoto da paixão. Receita do livro Comer fez o homem (Chef Allan Vila Espejo - Editora Melhoramentos).
Uma receita simples, suave e deliciosa. Você pode ou não servir com algum acompanhamento. Eu escolhi um medalhão de filé, selado em manteiga e azeite e temperado com sal e pimenta do reino. Uma carne que se prepara em 10 minutos e enche nossas papilas gustativas com muito sabor.



Mas vamos ao Risoto da paixão! Essa receita é ideal para duas pessoas! Inicie colocando 1 litro de água para ferver com 1 tablete de caldo de legumes. Pique 100 gr de morango. Deixe dois inteiros para decorar ao final. Coloque-os em uma vasilha e adicione 2 colheres (das de sopa) de vinagre branco e reserve. Pique 1 cebola bem miúda.
Aqueça 2 colheres (das de sopa) de azeite de oliva e 1 colher (das sopa) de manteiga, adicione 1 folha de louro e as cebola picada. Refogue. Adicione nesta panela 200g de arroz arbório e mexa. Acresça  1/2 copo de vinho branco e deixe evaporar o álcool. Acrescente a água com o caldo de legumes aos poucos, e vá mexendo. Para o arroz chegar ao ponto correto, cozido, ligeiramente ao dente e molhadinho, deve-se contar aproximadamente 25 minutos nesse procedimento. Confira o sal. Adicione os morangos (sem o vinagre) e desligue o fogo. Mexa e sirva, decorando com morangos inteiros.
Um prato simples, lindo e realmente apaixonante!
Bon appétit!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Concurso e Sorteio para o dia dos namorados



Seu hálito é como mel aromatizado com cravo;
Sua boca, deliciosa como uma manga madura,
Beijar sua pele é como experimentar o lótus,
A cavidade do seu umbigo oculta uma profusão de especiarias.
Que prazeres repousam depois, a língua sabe,
Mas não pode dizer.
Srngarakarika, Kumaradadatta 
(século XII)

Bem vindos à promoção Dia dos Namorados do Blog Adriana Lafetá e Atelier Camilla Torres!
Em homenagem ao amor, e ao mês dos namorados, eu e Camilla Torres faremos um concurso imperdível de receitas afrodisíacas a todos aqueles que admiram a boa gastronomia, e um sorteio para os que valorizam a aparência e sabem o quanto é importante estar bem tanto por cima quanto por baixo dos panos.
Essa idéia conta, ainda, com outros fantásticos parceiros: A Rio Sol será a responsável pela premiação da melhor receita com uma cesta de produtos da Vini Brasil. Para as donzelas, a Copella sorteará uma semi-jóia. A Tru'Fer apresentará seus produtos para degustação no evento que ocorrerá no dia 2 de junho e o Atelier Camilla Torres também sorteará um vale-compras, no valor de R$150,00.

Até o dia 12 de junho eu farei aqui para vocês posts com sugestões de menus para a noite do dia dos namorados, trarei algumas novas receitas e informações sobre a culinária afrodisíaca.

Para participar do concurso, basta preencher o formulário de envio de receitas clicando aqui.
Aqueles que tiverem facebook devem curtir as páginas do Blog e do Atelier Camilla Torres.
As receitas serão postadas no facebook do Blog para votação. Aquelas que tiverem o maior número de "curtir" vencerá o concurso. Posteriormente eu testarei algumas e incluirei no blog com todos os méritos aos autores. Encaminhe logo sua receita, pois a votação vai até o dia 8 de junho!

Para participar dos sorteios, os interessados deverão comparecer ao Atelier Camilla Torres, no dia 2 de junho, que estará aberto das 10 às 17h00. As mulheres contarão com as dicas da artista plástica e maquiadora Jamile Gama e ainda, se quiserem, podem sair lindas e maquiadas! No blog do Atelier Camilla Torres, serão postados tutoriais ensinando maquiagens leves e para noite. Haverá sugestões de looks incríveis para todas arrasem no dia dos namorados. As clientes poderão fazer suas listas de desejos e deixar os contatos dos amados para o Atelier dar aquela mãozinha na hora de escolher o presente. Além das roupas da Coleção Avesso, haverá também opções de lingeries especiais para a ocasião. Tanto eles, quanto elas, poderão, ainda, desfrutar de mini petiscos afrodisíacos que farei especialmente para a ocasião. A Rio Sol estará presente com o maravilhoso Espumante Rosé e a Tru'Fer com suas maravilhosas trufas e canudinhos gourmet especiais afrodisíacos.

Informação importante para as solteiras e solteiros! Vocês estão dentro do concurso e da promoção! Afinal, estar solteira(o) não significa estar sozinha(o)... Além disso, não é preciso estar com alguém para apreciar um bom prato, um belo vinho e se sentir maravilhosamente bem vestida(o).

E que viva o amor próprio, o amor pelo outro e o amor pela vida!

Aguardo as receitas e a presença de todos no Atelier Camilla Torres dia 2 dia junho!

Bon appétit!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

24 de maio - Dia Nacional do Café

Vocês sabiam que hoje é o Dia Nacional do Café?
Além do dia nacional, esse grão tão amado pelos brasileiros também tem sua homenagem internacional, que é no dia 14 de abril. A bebida tão popular e conhecida é de aroma inconfundível e agrada muito ao paladar de milhões de pessoas em todo planeta.
No Portal São Francisco encontrei um texto interessante sobre a história do café. Estima-se que a origem remonta há cerca de mil anos e está associada aos árabes, que primeiro cultivaram a fruta. A região de Kafa, no Oriente Médio, parece ser o berço do café, tendo inclusive emprestado seu nome à bebida. Mas interessante mesmo são os primeiros registros acerca do café, nos quais podemos perceber como a observação dos animais inspira nosso cotidiano. Tudo começou na Etiópia, quando um pastor percebeu que suas cabritas gostavam de comer certo fruto pequenino, vermelho e arredondado. Estas mesmas cabritas se mostravam mais espertas e resistentes depois de comê-lo. Quando o pastor resolveu experimentar as frutas (esmagou-as com manteiga e fez uma pasta), conheceu os efeitos estimulantes do café. A versão bebida, porém, vem dos árabes. Isto foi no século XV. Com o passar do tempo, o café seria não só saboreado, como estudado em seus efeitos estimulantes e revigorantes. Através do comércio dos árabes com os europeus, o consumo do café foi se ampliando e, com as grandes navegações, chegou às Américas Central e do Sul.
Malu Silveira, ao escrever uma matéria para o NE10 trouxe entrevista do barista - profissional especialista em café - Jonathan Silva. Ele enumerou uma série de recomendações para se ter um bom café. A começar pelas compras no supermercado. "Comece procurando de cima para baixo, onde os melhores produtos estão e onde eles foram produzidos". Depois, procure selos de qualidade, como o BSCA (Brazil Specialty Coffee Association) e o Utz Kapeh.  É preciso também ficar atento às plantas originárias do pó. Atualmente, os produtores brasileiros usam a arábica e a robusta. A primeira é referência de qualidade. "Os cafés produzidos com grãos 100% arábicos são os melhores para produzir uma boa bebida". Por último, repare na cor do pó. Prefira sempre o marrom ao preto. "O pó preto é, na verdade, o grão incinerado vendido como extra-forte. É como se você estivesse bebendo carvão". "A água filtrada, é a mais indicada para preparar a bebida, pois a água da torneira tem muito cloro e o café perderá os componentes essenciais. Também não pode sair do fogo fervendo. Se você deixa de tomar o café incinerado e deixa ferver a água, é o mesmo processo. O café perde todos os elementos essenciais. Depois de pronto, a dica é degustar em xícara de porcelana, que vai manter a temperatura ideal da bebida". 
CUIDADOS - Apesar das maravilhas que o café (feito em casa ou não) pode oferecer, é importante ter alguns cuidados. "É um produto que não se pode consumir em todas as faixas etárias e de todas as formas pelo alto grau estimulante", alerta a nutricionista Luciana Mamede. A cautela é necessária em hipertensos, idosos e pessoas que sofrem de alguma disnfunção metabólica, como a anemia. 
Outro ponto negativo é a inibição da absorção de alguns nutrientes essenciais no organismo, como o cálcio e o ferro. "É melhor tomar café em momentos onde você não vai ingerir estes nutrientes. Quanto mais longe for o intervalo de consumo da bebida e comida, maior a reposição nutricional". 
A especialista também aponta para as controvérsias nos estudos em que o café aparece como anti-oxidante. "Não há comprovação científica que a bebida aja no combate aos radicais livres que causam o envelhecimento da célula. E mesmo que houvesse, o potencial de impedir o processo não tira o risco da cafeína prejudicar outros aspectos". O café pode ser substituído neste caso por anti-oxidantes comprovados, como as vitaminas C e E. 
Ciente de todos os males que o café pode trazer em momentos inoportunos, a bebida consumida em dose certa traz benefícios. "Três xícaras de café médias (150ml) por dia é estimulante e trata de várias situações fisiológicas, como a dor de cabeça", explica Dra. Luciana. 
O grão também é usado como estimulante físico (em suplementos) e algumas pesquisas afirmam que a bebida aciona as endorfinas, controladoras do sexo.

Confesso que pretendia trazer uma bela receita a vocês com café para que pudessem aproveitar esse dia e desfrutar das diversas opções que esse maravilhoso grão nos traz. Mas infelizmente não tive tempo para satisfazer a minha vontade. De qualquer maneira, vou deixar aqui uma dica do blog Mexido de idéias, que traz um fugde de café que parece ser divino! Pelo menos a foto que eles postaram no blog é de dar água na boca! E por lá há um passo-a-passo bem bacana, também!

Outra curiosidade interessante que encontrei em minhas pesquisas foi sobre o Museu do café, que fica em Santos, no interior de São Paulo. Também conhecido como Bolsa Oficial do Café ou Palácio da Bolsa Oficial do Café) foi um grande centro de negócios do café. E, nos dias de hoje, ele se dedica à cultural e memória da cafeicultura. Você já visitou? Para quem não teve a oportunidade de ver esta beleza com os próprios olhos, a TV Mexido foi lá para registrar este monumento dedicado à nossa paixão: o café.


Receitas bastante inusitadas também podem ser conferidas no Portal São Francisco, tais como: o frapê de café, o café vienense, a salada de frango com café e as batatas gratinadas com café. Receitas estranhas? Talvez... qualquer dia testo e conto aqui para vocês!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Salada verde com amêndoas

Tem dias que a preguiça reina e a necessidade de continuar a dieta impera. Para esses momentos a salada verde com amêndoas, parmesão e creme balsâmico é perfeita!
Quando é para 2 a 3 pessoas eu até me dou ao direito de comprar aquele mix de folhas verdes que vende nos supermercados porque, convenhamos, guardar salada sem ser folha a folha entre papel toalha é pedir para jogar fora. O mix de folhas é muito prático. A quantidade vendida geralmente é razoável, e contém a mistura de dois tipos de alface, rúcula e agrião. Para fazer a salada junte a essas folhas aproximadamente 2 mãos cheias de amêndoas torradas e salgadas e lascas de queijo parmesão. Para fazer essas lascas eu costumo utilizar aquele utensílio de descascar cenoura. Mas caso você não o tenha, rale o queijo em uma parte maior do seu ralador.
Para temperar use uma pitada de sal, espalhe azeite por cima de todas as folhas e creme balsâmico.
Eu garanto que esse procedimento não ultrapassará 5 minutos e vocês terão uma salada divina e extremamente rica. Afinal, a amêndoa, originária das regiões quentes e áridas do Oeste da Ásia, é rica em vitaminas B1, B6 e principalmente vitamina E. É um dos alimentos vegetais mais ricos em cálcio e fósforo. Contém quantidades importantes de magnésio, potássio, ferro, zinco e cobre. São ótimas para curar o stress, a depressão, a fadiga e o colesterol elevado. Podemos então, aproveitar todos os benefícios desse alimento, que além de tudo é muito saboroso, e manter firme o objetivo de não sair da dieta!
Bon appétit!

domingo, 20 de maio de 2012

Broa de fubá

Mineiro que é mineiro adora servir um "cafezim" no fim de tarde com uma bela broa de fubá. Como uma legítima mineira, eu não poderia ser diferente. Essa receita é muito simples e prática. Bata no liquidificador, bater 4 ovos, 1 copo de óleo de soja (200 ml), 1 copo de leite frio (200 ml), 3 colheres de sopa de farinha de trigo, 1 copo de açúcar (200 g) e 1/2 colher de chá de sal.
Em uma bacia misture 1 copo (200 g) de queijo ralado (canastra, meia-cura. Não utilize o parmesão! Ele deixa a broa muito seca) 1/2 copo de côco ralado (mais ou menos 50 g) e 1 copo de fubá (200 g).
Misture esses ingredientes e depois despeje a mistura do liquidificador incorporando-a a eles. Assim que estiver bem homogêneo o creme, acrescente 1 colher bem cheia de fermento em pó. Despeje tudo num tabuleiro retangular médio untado e enfarinhado. Asse por 30 a 40 minutos em forno pré-aquecido.
Misture o açúcar refinado com a canela em pó e polvilhe em cima da broa antes de servir.
Bon appétit

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Envoltine de linguado

Envoltine de linguado com camarão ao molho de champanhe com caviar e risoto de uva. Esse foi o cardápido do dia das mães. Dia da mães é especial. Afinal, mãe é mãe e para elas nós temos que caprichar.
Em setembro de 2011 saiu a receita do "Envoltine de liguado" na revista Viver Brasil. Receita do chef Eric Marty. Meu queridíssimo padrasto rasgou a receita da revista e me entregou. Fiquei com ela meses dentro do meu caderninho de receitas aguardando um bom momento para colocá-la em prática. Achava que seria muito complicada e cheia de requinte, já que seus ingrediente não são, convenhamos, nenhum pouco modestos. Mas não é difícil! Com uma pequena diferença da receita original que vocês podem conferir a foto clicando aqui, meu molho ficou azul! Mas isso eu que explicarei no decorrer na minha aventura gastronômica desta semana.
A receita tem três etapas: a do peixe, a do molho e a do risoto.
Começamos pelo peixe. Para quatro pessoas, 4 linguados, 8 camarões, sal, pimenta do reino e azeite a gosto para temperar. Como compramos o linguado em Belo Horizonte congelado, o ideal é descongelá-lo em um recipiente capaz de permitir que a água escorra e não o deixe encharcado. Assim ele ficará degelado e seco. Tempere os camarões com sal e pimenta-do-reino e cozinhe-os previamente numa panela com azeite de oliva bem quente e um dente de alho amassado. Isso significa aproximadamente 2 a 3 minutos. Não mais do que isso para não virarem uma borracha! Corte os linguados em dois no sentido do comprimento, tempere-os novamente e enrole-os em dois camarões, fechando com um palito de dente. Doure-os rapidamente na mesma panela dos camarões e reserve-os em um refratário que posteriormente será levado ao forno.
Agora vamos ao molho. Comece fazendo um bechamel. Aquele que já ensinei no post do Conchiglione ao funghi: Em uma panela, derreta 1 colher (das de sopa) bem cheia de manteiga e deixe que derreta. Adicione aos poucos 2 colheres (das de sopa) de farinha de trigo. Mexa bem até que forme um creme dourado. Também aos poucos junte 1 copo de leite. Misture bem até que tome a consistência de molho grosso. Numa frigideira, derreta 30g de manteiga e doure 1 cebola bem picadinha. Acrescente 100ml de champanhe seco e deixe evaporar o álcool. Acrescente o molho bechamel, 200ml de creme de leite fresco e 40g de caviar tipo Mujol. Acerte o tempero com sal, pimenta do reino e 1 pitada de nós moscada e deixe ferver por alguns minutos, aproximadamente 5 minutos. Um detalhe importante que fez com que meu molho ficasse azul! Eu usei ovas de caviar ao invés desse tipo Mujol indicado na receita. E o que aconteceu? As bolinhas soltaram a tinta e o molho ficou colorido! Na hora entrei em desespero! Mas no final, depois que provei e vi que o sabor ficou bom, relaxei e vi que no final poderia ficar lindo... É importante ver o lado bom das coisas, não é?! Mas se você quer fazer exatamente como a receita original, minha dica é deixar para colocar o caviar somente ao final, por cima do molho, quando já for montar o prato. Acho que assim não se corre o risco de ficar azul como o meu. Mas o sabor ficou fantástico! Isso não hã como negar. Eu nem era muito fã e ovas e caviar. Mas aprendi apreciar essas bolinhas estourando na boca. São realmente divinas!
Molho pronto. Vamos ao risoto.
Em uma panela, aqueça 1 colher (das de sopa) de azeite e frite 1 cebola média bem picada, 2 dentes de alho amassados, ½ xícara de chá de salsão picado e 1 colher (das de sopa) de tomilho sem coloração, temperando com sal e noz-moscada. Acrescente 300g de arroz tipo arbóreo e vá adicionando um caldo quente feito com 1litro de água e 1 tablete de caldo de legumes aos poucos, mexendo sempre, até o arroz ficar macio, sem deixar o líquido todo secar. Misture 3 colheres (das de sopa) de requeijão e 100g de uva Itália cortadas ao meio e sem sementes e desligue. Incorpore o 100g de parmesão ralado e 1 colher (das de sopa) de manteiga sem sal e misture sem parar para dar consistência cremosa, mas firme.
Leve os peixes que estão no refratário ao forno por cerca de 10 minutos a 180º. 
Hora de montar o prato. No centro disponha o risoto e um envoltine de camarões com linguado. Coloque um pouco de molho em cima do peixe e em volta do risoto de uva para dar cor. Decore com ervas frescas e flores comestíveis (opcional, eu não usei). 
Prepare-se para um momento de verdadeiro prazer gustativo e aplausos de seus convidados!
Esse prato é lindamente saboroso. E por aqui, foi um belo presente de dia das mães!
Bon appétit!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Circuito de Cafeterias


Pelo segundo ano consecutivo Belo Horizonte recebe o Circuito de Cafeterias, de 24 de maio a 24 de julho, com a participação de 33 dos melhores estabelecimentos da capital.
Além da oportunidade de conhecer as cafeterias, o participante poderá degustar os produtos a base de café criados especialmente para o evento.
Qualquer cliente pode participar do Circuito. Para isso, basta se dirigir a uma das casas participantes, consumir o produto, preencher a pesquisa, depositá-la na urna e torcer para ser sorteado.



AÇÃO SOCIAL
Mais uma vez, o Circuito beneficiará uma instituição social, a Fundação Sara, de amparo a crianças com câncer. No Dia Nacional do Café, 24 de maio, toda a verba arrecadada com a venda de espressos será revertida para a Casa de Apoio!

segunda-feira, 14 de maio de 2012

O pódio das frutas

Recebi outro dia um email muito interessante sobre as qualidades das frutas. Aproveitando a onda light que várias pessoas sempre pedem para postar receitas e pratos saudáveis, resolvi pegar carona naquele post do piquenique, no qual apresentei uma apetitosa salada de frutas para falar um pouco sobre essas maravilhas que a natureza tem a nos oferecer.
Algumas frutas podem prevenir determinadas deficiências, tais como:
Para Anemia: açaí, amora, carambola
Para Artrite: abacaxi, ameixa e maçã
Para Cãibras musculares: banana, laranja e melão
Para Diarréia: maçã sem casca e banana-maçã.
Para Digestão pesada: combinar as refeições pesadas com o abacaxi
Para Prisão de ventre: maçã com casca, ameixa e figo
Para Fadiga: banana, uva e figo
Para Retenção de líquidos: a maioria das frutas, por possuir potássio, pode provocar maior perda de líquido.
Para Baixar o colesterol: maçã, pêra, abacaxi e pêssego.

A Ameixa contém alta quantidade de fibra sorbitol que estimulam o movimento intestinal e favorece a evacuação. Dependendo da coloração da fruta, a quantidade de vitaminas que possuem pode variar: as claras são as mais doces e ricas em carotenos, e as com coloração escura contêm mais ferro. Sua riqueza em vitaminas B e C a torna uma aliada contra o estresse. O suco de ameixa alivia a gota, o reumatismo, a artrite e problemas articulares.
Já o damasco tem alto teor de caroteno (provitamina A), vitamina que previne o câncer, regenera os tecidos e favorece o bronzeado. É rica em ferro, magnésio, potássio, zinco e vitaminas B1, B2 e C. Um verdadeiro coquetel contra a fadiga. E só tem 47 kcal!
O figo também tem cálcio e, por isso, é recomendado para esportistas. Ajuda a prevenir a osteoporose. Contém benzaldeido, um agente anticancerígeno, flavonóides e uma enzima chamada ficina que ajuda a digestão das proteínas. Além disso, possui ferro, potássio e fibra. As avós utilizavam o látex branco (líquido que sai da planta ao ser cortada) para eliminar as verrugas. Na ásia, o figo é considerado um afrodisíaco natural.
A maçã é tida como um verdadeiro presente de Eva à saúde! Ela é rica em fibra solúvel, regula o colesterol, protege o coração e equilibra a função intestinal, tanto no caso de diarréia como de prisão de ventre. Contém vitamina C, potássio e é hidratante.
Banana, a barrinha energética, é o alimento dos campeões. Uma comida rápida, ideal para recarregar as energias. Quanto menos maduras, mais ricas em amido. Previne as cãibras musculares por sua riqueza em potássio. Também tem magnésio e vitamina B6, vital para levantar seu ânimo e ajudar no metabolismo do corpo.
Melão, um diurético natural. É típico das frutas de verão. É rica em potássio (diurético), betacaroteno, vitaminas e com poucas calorias. Quanto mais amarelo o melão, maior é a quantidade de carotenos - responsáveis pelo cuidado da pele, melhorando também o bronzeado. É considerada uma fruta anticoagulante e um aliado na prevenção de trombose e infartes.
O Pêssego é rico em vitamina C e potássio. Regula o intestino, pois é rico em fibras. Também tem baixo teor calórico.
Açaí. Esta frutinha amazônica, muito badalada entre os esportivas, sem dúvida nenhuma é pura energia! Rico em vitamina E, o açaí pode ser considerado um poderoso antioxidante. Além de ser rico em cálcio e ferro, que auxiliam na efetiva contração muscular. O alto teor de fibras pode ser ainda maior quando na tigela de açaí vai granola misturada. Mas é bem calórico!
Nectarina, o pêssego de pele suave. Contém provitamina A, vitamina B3, ácido fólico, potássio e fibra. Ajuda a regular o colesterol.
Pêra, para refrescar. É rica em pectina, fibra que regula o intestino melhorando a flora intestinal; contém minerais como o selénio (antioxidante), zinco (aumenta a imunidade) e potássio (diurético e hipotensor). Para os esportistas é uma fruta muito completa.
Abacaxi, para digestão. A cozinha oriental combina pratos com carnes e abacaxi porque favorece a digestão das proteínas. É rico em vitamina C.
Melancia, menos calorias. Se seus problemas são os quilinhos a mais, encha sua geladeira de melancia . Você vai poder comer quantos pedaços quiser, pois é a fruta que tem menos calorias (18 kcal/100 g). É rica em água, fibra , potássio (diurético), vitaminas A, B6 e C e magnésio.
Uva, limpa seu corpo das toxinas. Uma das frutas que trazem mais benefícios para a saúde. É remineralizante, diurética, depurativa, energética. Contém taninos adstringentes, polifenois, resverastrol (principalmente nas uvas escuras) e substâncias com capacidade antitumoral. Uma alimentação rica em uvas garante boa saúde e limpa seu organismo de toxinas.

Segundo o texto que recebi, temos o seguinte pódio para as frutas: 

As mais energéticas: açaí (495 kcal em 1 tigela pequena), abacate (235 kcal em 1/2 unidades), caqui (90 kcal por unidade) e figo (90 kcal por 3 unidades)
As menos energéticas: melão (20 kcal em 1 fatia) e pêssego (25 kcal em 1 unidade)
As mais ricas em fibras: açaí (35 g em uma tigela pequena) e goiaba (10 g em 1 unidade)
As mais ricas em carotenóides: manga (3600 mcg em 1 unidade), caqui (1800 mcg em 1 unidade)
As mais ricas em vitamina E: abacate (230 mg em 1/2 unidade), açaí (90 mg em 1 tigela pequena)
As mais ricas em potássio: banana (350 mg em 1 unidade) e uva (296 mg em 1 xícara)
As mais ricas em vitamina C: goiaba (370 mg em 1 unidade) e morango (110 mg em 1 xícara)
As mais ricas em cálcio: açaí (236 mg em 1 tigela pequena) e tangerina (40 mg em 1 unidade)
As mais ricas em magnésio: abacate (100 mg em 1/2 unidade) e banana (30 mg em 1 unidade)

As mais ricas em ferro: açaí (25 mg em 1 tigela pequena) e amora (5 mg em 1 copo médio)
Depois de tantas informações benéficas, que tal correr ao supermercado e comprar as suas preferidas para fazer uma bela salada de frutas?
Bon appétit!

domingo, 13 de maio de 2012

Feliz Dia das Mães!

Feliz Dia das Mães!

A todas as mães! 
Biológicas, adotivas, postiças ou escolhidas!
A todas que desde o ventre nos alimenta, 
A todas que desde o nascimento nos dão o que comer,
A todas que na primeira infância nos ensinam o sabor, o aroma, as cores e as formas dos alimentos,
A todas que nem sempre se dão bem à frente do fogão, mas que movem montanhas para acabar com a nossa fome,
A todas aquelas que trazem consigo segredos gastronômicos de família e ensina-os para nós,
A todas aquelas que são simplesmente, MÃES.


Uma das missões mais desafiantes e de responsabilidade da vida humana, com certeza, é ter um filho.

Por isso eu parabenizo, no dia de hoje, a todas as mulheres que encararam o desafio e brilham sendo mães, mulheres, profissionais, amigas e lindas. Que todas vocês possam receber de seus próprios "frutos" todo o amor e carinho merecido, hoje e sempre!

Feliz Dia das Mães!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Conchiglione ao funghi

Conchiglie, conchigliette e conchiglione são as formas de massa em formato de conchas. A grafia original, italiana, é que na maioria das vezes aparece nas embalagens. As conchiglione são sempre secas. Podem se encontradas facilmente em qualquer supermercado. Prefira as de trigo de grão duro - todas as marcas italianas o são, por lei -, pois são mais resistentes e mantêm a forma depois de cozidas. As feitas de trigo comum, ou trigo mole, se quebram facilmente, além de perderem o formato e aderirem umas às outras depois de cozidas. Prefira também as que estão embaladas em caixas, que oferecem maior proteção contra quebras. Para que as  conchiglione  mantenham o formato depois de cozidas, siga a regra de, 10 g de sal para cada 100 g da massa e 1 litro de água. Ponha a água em uma panela até ocupar 3/4 de seu volume. Ao ferver, abaixe o fogo e junte o sal. Espere ferver de novo. Ponha a massa e aumente o fogo para que a água volte logo à fervura. Cozinhe pelo tempo indicado na embalagem, ou até que fique al dente - as conchas grandes levam cerca de 15 min para ficaren macias, mas firmes. Embora não seja necessário, pode-se juntar azeite, óleo ou manteiga à água, pois aromatiza e impede a formação de espuma.
Eu fiz um prato simplesmente maravilhoso com essa massa que, por sinal, é perfeita para curtir uma noite mais fria. E por aqui agradou aos meus convidados! Não é uma receita muito rápida, pois tem várias etapas. Mas é fácil e vale a pena pelo sabor simplesmente divino!
Comecei colocando o funghi de molho para hidratá-lo. Como ele é utilizado em conjunto a um molho branco com queijo para rechear as conchas, eu preferi já cortá-los antes de colocar na água. Cortar o funghi com tesoura é mais fácil do que com faca. Pode cortá-los ao meio, pois esse tamanho será suficiente. Os maiores podem ser um pouco mais picotados. Funghi na água, hora de iniciar o molho. Comece com um bechamel tradicional. Em uma panela, derreta 1 colher (das de sopa) bem cheia de manteiga e deixe que derreta. Adicione aos poucos 2 colheres (das de sopa) de farinha de trigo. Mexa bem até que forme um creme dourado. Também aos poucos junte 1 copo de leite. Misture bem até que tome a consistência de molho grosso. Agora acrescente 50g de queijo muçarela ralado, 50g de queijo parmesão e 50g de queijo provolone, todos eles ralados e mais 50g de requeijão cremoso. Misture. Tempere com 1 pitada de sal, 1 pitada de pimenta do reino e 1 pitada de nós moscada. Eu costumo ralar a nós moscada na hora. O aroma dela é delicioso quando cai no creme! Mexa  e confira o sal. Se estiver bem temperado deligue o fogo.

Em outra panela, ferva 2 xícaras (das de chá) de água. Escorra o funghi que está de molho e jogue-o na água fervente. Deixe por 5 minutos e escorra, mas reserve essa água. A ela adicione 1/2 cubo de caldo de galinha.
Em uma frigideira adicione 1 colher (das de chá) cheia, de manteiga e refogue 1 cebola bem picadinha. Adicione a ela o funghi e, após, jogue 2/3 desses cogumelos na água que preparou com o caldo de galinha e deixe fervendo para reduzir um pouco. Adicione 1 pitada de sal e pimenta do reino. Adicione 300ml de creme de leite e confira o sal. O restante do funghi misture ao molho branco com queijos.
Agora pegue as conchas que já devem estar cozidas e recheia-as com este creme de queijos e funghi. Disponha-as em um pirex uma ao lado da outra. Essa receita é para aproximadamente 30 conchas.
Quando o pirex estiver cheio, jogue por cima o molho do funghi que preparou com o creme de leite. Salpique parmesão ralado por cima e leve ao forno pré-aquecido para gratinar por cerca de 15 minutos.
Sirva com um belo vinho tinto e aqueça a sua refeição com essa maravilha de massa.
Bon appétit!

terça-feira, 8 de maio de 2012

Massa com salmão, alcaparras e legumes

Dando continuidade à minha fase "salmão", mais uma dica de prato prático e muito saudável para o dia-a-dia. O modo de preparo do peixe é bem parecido com aquele salmão com alecrim que postei outro dia. A diferença está em dois ingredientes: sal grosso e alcaparras.
Mas vamos à receita!
Em um tabuleiro forrado com papel alumínio disponha as postas do peixe e tempere-as passando sal grosso e pimenta do reino. Regue-as com uma medida aproximada de 1/2 xícara (das de chá) de azeite e salpique alcaparras por cima e ao redor. Não precisa ser muito, cerca de 1 colher (das de sopa). Leve ao forno médio por cerca de 45 minutos. Ligue a água que cozinhará a massa para ferver. Quando der 30 minutos de forno, comece a preparar os legumes.
Confira qual o tempo de cozimento da massa. Talvez já seja a hora de jogá-la na água fervente. Em outra panela, ferva 1 litro de água e jogue 1 colher (das de sopa) de sal. Aí vem a melhor parte! Compre aqueles legumes de saquinho, congelados. Sim! Os congelados! Eu utilizei brócolis, couve-flor e ervilhas. Mas você pode comprar todos os que quiser que sempre ficam ótimos! Jogue-os juntos na panela com água fervente e deixe-os cozinhando por 4 minutos. Retire-os jogando toda a água fora. A maravilha desses congelados é a cor vibrante que saem da panela.
E a massa? Já está no ponto para escorrer a água? Verifique, escorra-a e reserve-a.
Retire o salmão do forno e disponha no prato uma posta, um pouco de massa e por cima os legumes.
A imagem e o aroma são extremamente agradáveis e nosso paladar também agradece!
Bon appétit!

domingo, 6 de maio de 2012

Salada de melancia com feta

Mais uma daquelas inusitadas e deliciosas misturas da Nigella.
Eu fiz a receita toda, mas confesso que serve um batalhão e, portanto, sugiro que façam metade pois, assim mesmo, serve bem muitas pessoas.
Para começar, descasque 1 cebola roxa. Corte-a na metade e depois em tiras bem finas. Coloque em um recipiente com o suco de 3 limões. Deixe de molho.
Retire a casca e as sementes de 1kg de melancia e corte-a em cubos. 500g de queijo feta também cortados em tamanho aproximado ao da melancia.
Coloque a melancia e o feta numa vasilha grande que servirá para misturar e servir a salada. A receita original sugere que se acrescente 1 molho de salsa lavadas, mas eu usei salsinha piccada. Pode usar bastante! E, junto a ela, mais 1 molho de hortelã que você deve retirar as folhas dos galhinhos. Eu não piquei as folhas de hortelã porque acho que ficam lindas inteiras no prato. Por fim, coloque a cebola, o suco de limão no qual a cebola estava e 100g de azeitona preta picada. Tempere com 4 colheres (das de sopa) de azeite e 1 pitada de pimenta do reino. Misture com cuidado para não desmanchar os pedaços e sirva.
Para combinar e dar um charme bem especial ao jantar que estava servindo, usei um jogo de pratos de tulipas muito lindo que minha queridíssima mãe fez para mim. Luz de velas para dar um toque na noite maravilhosa e extremamente agradável que tive ao lado de pessoas que adoro muito.
O jantar começou muito bem com esta entrada diferente e saborosa.
Espero que gostem da dica e repitam em casa. Pois é simples, gostosa e por aqui fez o maior sucesso!
Bon appétit!

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Sabonete de inox

Os vilões dos péssimos odores na mãos: peixe, alho, cebola, temperos, produtos de limpeza. 
Alho e cebola então, nem se fala! São os campeões! Mas há algum tempo eu descobri o sabonete de inox!
Gente! Que "MARRAVILHA"! Diz a sabedoria popular que lavar as mãos por aproximadamente 30 segundos esfregando uma colher de inox auxilia no combate ao mau cheiro que fica impregnado nas mãos. Eu já ouvi milhões de truques e dicas para tentar amenizar os danos dos temperos, mas confesso que esse sabonete agora é item constante em minha cozinha!
Acreditem! Funciona mesmo!
E eu achei que tinha obrigação de deixar aqui essa dica com vocês. Existem vários modelos que variam de R$15 a R$100,00! Esse da foto eu comprei fora, mas já vi vários na internet bem baratinhos. É um produto de uso permanente, eterno! A teoria diz que os odores são eliminados pela capacidade do aço inox em catalizar a oxididação dos ácidos e enxofre responsáveis pelos odores. Até hoje, foi a forma mais rápida e eficaz de eliminar esses odores desagradáveis. E ele é até simpático visualmente. Não polui o ambiente da cozinha, pelo contrário, pode deixá-la ainda mais charmosa... Espero que tenham gostado da dica. Pois agora todos podem cozinhar à vontade sem se preocupar em sair  com aquele ranço desagradável nas mãos. Fica a dica!
Um bom dia a todos!

terça-feira, 1 de maio de 2012

Suflê de goiabada

Algumas receitas são tão simples que nem acreditamos quando conseguimos retirar verdadeiras obras de arte do forno. Com o suflê de goiabada é assim!


O procedimento é simples. Para começar, ligue o forno, pois ele precisa estar pré-aquecido para a receita funcionar. Basta cortar em cubos uma barra de 500g de goiabada e derreter em uma panela com 1 xícara (das de chá) de água. Na batedeira, faça uma clara em neve com 6 claras. Bata até que a clara fique firme. Misture cuidadosamente a goiabada derretida com a clara em neve e disponha em pequeninos refratários próprios para ir ao forno. Aproximadamente 15 a 20 minutos em forno baixo. Mas dê uma vigiada, pois cada forno tem lá sua regulagem e nós nunca podemos confiar 100% nesse tempo de assar.
O suflê sairá dessa forma como o da foto! Lindo! Alto! Maravilhoso! E para servir, você deverá fazer um furo e jogar requeijão cremoso por cima e por dentro. Hummm... É irresistivelmente deliciosa essa sobremesa! Mas atenção, seu refratário deve ser pequeno, pois, apesar de muito gostoso, é bem doce.
Aqui em casa as grandes porções agradaram mas sobraram. Então, evitando desperdícios e fazendo a alegria de todos, mini suflês de goiabada para adocicar seu dica e fazer sucesso em sua mesa!
Bon appétit!