terça-feira, 24 de abril de 2012

Alecrim

♪♪ Alecrim, alecrim dourado
Que nasceu no campo sem ser semeado
Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo é o alecrim
Alecrim, alecrim miúdo
Que nasceu no campo perfumando tudo
Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo é o alecrim
Alecrim, alecrim aos molhos por causa de ti choram os meus olhos
Foi meu amor
Que me disse assim 

Que a flor do campo é o alecrim ♪♪


E quem é que não se lembra dessa cantiga?
Aproveitando o último post, da linguiça com mel e alecrim, vou aproveitar para iniciar nosso conhecimento sobre os temperos e as ervas com este ingrediente aromático e de sabor forte e ligeiramente canforado.
O aroma inebriante do alecrim penetra com facilidade em carnes, aves e peixes grelhados, principalmente, de porco, carneiro, cabrito, cordeiro e de vitela. Vai muito bem com pão e azeite. Pode ser usado para temperar saladas, em sopas, molhos, legumes e até arroz. 
Nos supermercados, encontramos versões desidratadas. Mas é preciso tomar cuidado pois, as ervas secas têm sabor diferente das versões frescas. Se optar pelo tempero desidratado, maneire na dose, porque ele é mais forte que o original. O ideal é usar 1/4 do que usaria caso a erva fosse fresca. 
No caso do alecrim costumo amassá-lo quando uso a versão seca para não amargar.
De origem do Mediterrâneo, o alecrim tem preferência por solos secos de natureza calcária, mas se dá bem em qualquer tipo de terreno, desde que bem drenados, pois o excesso de água pode matá-lo. É possível cultivá-lo em vasos, lembrando sempre de colocar o seu alecrim em um local onde exista de 5 a 6 horas de sol/dia. Aqui em casa o meu vaso está uma maravilha! O ciclo de vida dele é de 9 anos!
Seu uso é tanto medicinal quanto culinário. Em forma de infusão como tônico geral, para gripe, cólicas, é antiinflamatório e possui ação anti-espasmódica. Diurético, antimicrobiano, cicatrizante, tônico, cardiotônico, anti-reumático, estimulante, digestivo, anti-espasmódico. Combate dores musculares, ativa as funções do pâncreas e é anti-convulsivo. Na forma de tintura é usado para combater reumatismo. 
Além da versão original que conhecemos, há a espécie Alecrim macho e o Alecrim Rasteiro, com aroma e sabor mais forte do que o alecrim comum.
Eu gosto muito de usar essa erva em meus pratos. Considero o alecrim um ingrediente interessante, tanto pelo sabor quanto pelo aroma. Como puderam ver é bem versátil. Pode ser utilizado em quase todos os tipos de carnes, saladas, acompanhando verduras e legumes e é muito bom para temperar risotos também.

2 comentários:

  1. Gente, amei as dicas e impressões! Se tem uma cois que AMO nessa vida é alecrim. Muito legal! Bjim, ANITA
    www.anitabemcriada.com
    @anitabemcriada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ana! Alecrim é tudo de bom mesmo! Também amo!

      Excluir