domingo, 5 de fevereiro de 2012

Pepino ao molho de iogurte e hortelã

Segunda-feira!
Mais uma opção de saladinha para desintoxicar das farras do final de semana.
Para que gosta de pepino essa é um prato cheio!
Eu adoro! E hoje resolvi trazer algumas curiosidades sobre ele aqui para vocês. Quem não curte, acho que até poderá mudar de idéia depois tantas informações interessantes!

O pepino é originário das regiões montanhosas da Índia e apropriado para o plantio em regiões tropicais temperadas. Tem sido cultivado desde a Antiguidade na Ásia, África e Europa. E para a América, que o trouxe foi Cristóvão Colombo. A espécie apresenta grande variação quanto a tamanho, forma, cor, sabor e características vegetativas. É utilizado normalmente cru em forma de salada ou picles. Também é usado cozido e recheado, em refogados, e em sopas quentes ou frias. Mas quando se submete a altas temperaturas, perde um pouco de suas propriedade nutritivas. Então, acho melhor saboreá-lo cru mesmo!
Dizem que pomada preparada com pepino, é muito boa para amaciar a pele e que se batermos no liquidificador com água e mel, temos um ótimo hidratante para as mãos ressecadas por detergente. Ele é extremamente benéfico ao sistema digestivo, especialmente por ser composto por rico em fibras e ter a maioria de sua composição (cerca de 95 %) de água. Outra ótima notícia é que possui baixo teor de calorias e contém pequenas quantidades de vitamina C e folato.  É um ótimo tônico para o fígado, rins e vesícula, e dá força aos cabelos e unhas, pelo seu alto teor de sílica e flúor. É um eficiente diurético natural e ajuda a controlar a alta pressão arterial, além de ser indicado para amenizar dores de garganta.  Rico em potássio, proporciona flexibilidade aos músculos e dá elasticidade às células que compõem a pele. Isso resulta em rejuvenescimento da epiderme, especialmente a do rosto.
É quase uma descoberta do tesouro? Baixo teor calórico, bom para pele, músculos, digestão...
Então o negócio é aproveitar esse alimento tão rico e deliciá-lo das mais diversas formas possíveis!
E hoje o que tenho aqui é uma maneira simples, light e gostosa de fazê-lo para acompanhar folhas verdes, especialmente a rúcula, que combina muito e carnes grelhadas. Por causa da hortelã que a receita traz, se torna uma salada, além de saborosa, muito refrescante.
Então vamos lá!
Corte 1 pepino em cubos, adicione 1/2 colher (das de sopa) de sal marinho ou normal, misture bem e deixe escorrendo em uma peneira por 30 minutos.
Agora vamos ao principal! Ao molho!
Misure com um fuet ou batedor manual 1/2 colher (das de sopa) de vinagre de vinho branco; 1 1/2 xícara de iogurte natural de consistência cremosa; 2 dentes de alho espremidos; 1 colher (das de sopa) de óleo de girassol; 1 1/2 colher (das de sopa) de azeite de oliva extravirgem; 1/4 de xícara de hortelã picada.
Assim que o pepino estiver pronto, junte o molho. Coloque em um vasilhame tampado na geladeira para resfriar.
Sirva com rúcula e carnes grelhadas. Sem dúvida será um sucesso bem refrescante!
Bon appétit!

2 comentários:

  1. Ei Adriana, o blog está sensacional... parabéns!!! Li a receita de hj e lembrei de um molho grego que eles usam demais aqui na Suécia. Se chama "tzatziki" e é feito com pepino ralado, ou em cubinhos (descascado e sem as sementes ), iogurte (grego, que é um pouco mais consistente que o natural), bastante alho, sal, pimenta e azeite de oliva. Se alguém quiser experimentar, super recomendo...hehehe. Grande beijo pra vc e mais sucesso com o blog!

    Alessandra Neves.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Ale! Que bom saber que você está acompanhando o blog! Adorei a dica internacional! Vou experimentar o seu molho! Beijos!

      Excluir