domingo, 16 de outubro de 2011

Trufas

Sábado passei algumas horas em casa sem luz.
O que isso tem a ver com trufas?
Bom, tem que eu resolvi passar o tempo fotografando as trufas que a minha irmã vai apresentar para os clientes da Tru’Fer nessa próxima semana.
Fotografia difícil essa!
Algumas horas tentando focar com luzes brancas e amarelas dentro de um armário claro para tentar encontrar o ângulo, a luz, enfim, a imagem perfeita. E ainda não foi dessa vez! 
Como a fotografia, que pensamos ser tão simples pode se tornar algo extremamente complexo!
Mas sabem o que foi bom? Nessa brincadeira eu fiz umas fotos que não retratam bem a trufa, verdade seja dita, mas produziram um efeito artístico muito legal!

Eu adoro esse néctar de chocolate que já faz parte, há anos, da minha vida dentro de casa.
Minha mãe começou a fazer trufas quando eu era adolescente e as colocava em lindas caixas com laços de fita milimetricamente perfeitos para presentar as amigas e colegas de trabalho no natal.
Eu sempre aproveitei essa mãe prendada e absorvi a idéia presenteando também professoras, amigas, colegas de trabalho e quem estivesse na lista de presentes.
A minha irmã aprendeu muito bem a receita e fez dela um negócio. Vendeu trufas durante muito tempo. A atividade ficou esquecida por alguns anos e agora foi retomada com força total. E dá-le caixas, fitas, laços. A casa exala chocolate!

E apesar da “corujisse”, vou ser honesta! A trufa dessas mulheres ninguém faz igual!
Dessa vez eu não vou ensinar a receita porque não sei! E mesmo porque, o que eu queria mesmo, era passar para vocês um pouquinho das características desse doce tão sutil e saboroso.
Eu fiz algumas pesquisas no oráculo (=google) e descobri que um chef patissier da corte austríaca, no fim do século XIX, ao preparar a sobremesa de banquete que estava sendo oferecido a um príncípe russo cometeu um erro de receita que deu origem a essa delícia. O sucesso da iguaria foi tamanho entre os convidados que as trufas foram consideradas como um dos doces de chocolate mais finos da gastronomia.
Apesar de não passar aqui a receita da família a vocês, em qualquer “googada” que derem, vão descobrir que o bombom é feito basicamente de chocolate, creme de leite fresco, conhaque e cacau em pó.
O nome trufa deriva da semelhança do formato do bombom feito pelo patissier austríaco com o dos cogumelos, as trufas negras, também raros e vendidos a preço de ouro em razão da dificuldade de colheita. Ela é manual e, antigamente utilizava-se porcos para identificar esses fungos na terra. Hoje os cães farejadores fazem o trabalho, já que os porcos, muitas vezes, ao encontrar os cogumelos não resistiam à tentação.
Bom, mas voltando ao chocolate, outra característica interessante do bombom que demonstra a semelhança ao cogumelo é o pó que o envolve. O cacau utilizado em volta lembra a terra que fica nos fungos. Hoje, esse cacau também possui uma outra função muito importante, que é a de manter o chocolate por um prazo maior, já que a trufa, por ter quase uma película de chocolate meio amargo em volta do recheio, não permite que o bombom dure por muito tempo, especialmente em países como o nosso, tropicais, quentes e úmidos.
Atualmente, o modo artesanal e delicado de se produzir a ganache e glaçar as trufas à semelhança dos cogumelos foi substituído por forminhas e ganhou sabores! Ou seja, o pessoal que gosta de inventar moda dentro do mundo da gastronomia transformou a ganache de chocolate para fazer recheio de bombom.  Vários deles, diga-se de passagem, muito saborosos.
Mas, então, o que se aprende com essa história é que o que se compra são bombons com recheios de ganaches variadas e não trufas! Essas continuam sendo o ouro negro da chocolataria, trabalhosas para fazer e de uma suavidade e personalidade ao paladar, que são difíceis de descrever. Mas eu vou tentar!
Ao degustar uma trufa a sensação, em camera lenta, para mim, seria mais ou menos a seguinte: o toque forte do pó de cacau é sobreposto pela fina camada de chocolate meio amargo que é quebrada para que possamos atingir a sutil e delicada ganache de chocolate que adocica e derrete dentro da boca.
Bom domingo a todos!
Contato para encomendas: Fernanda Lafetá (31) 8606-1414 fernandalafeta@gmail.com

22 comentários:

  1. Maravilhoso!
    Vou copiar no Tru'fer
    Vc arrasou irma
    Fotos lindas!

    ResponderExcluir
  2. Cláudia Rodrigues de Souza16 de outubro de 2011 16:09

    Nham nham!!!
    Adriana, as fotos realmente ficaram com um conceito muito legal... Parabéns!
    Ah, depois quero degustar estas delícias todas!
    Bj

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Cláudia!
    As trufas você pode encomendar na Tru'Fer! rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. AH! Que delícia...quero provar. Sucesso para vocês, fotógrafa e gourmet.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada! Mas quem foi que postou? Rsrs...

    ResponderExcluir
  6. Amiga...
    Vc sempre me surpreende...
    Quando menos se espera, lá vem as novidades.
    Adorei demais o seu blog...
    Bjos
    Liginha

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Li!
    É importante que amigas tão queridas façam parte dessa idéia. Ficou feliz que tenha gostado!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Adriana,

    Melhor que apreciar com os olhos é saborear.
    Simplesmente é de dar água na boca.

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  9. Vou levar um dia para todos provarem na Secretaria, Águida! Beijos

    ResponderExcluir
  10. o bom que ela vai encomendar de mim pra levar pra voces ne? rsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  11. Oi Dri! Só hoje estou vendo o seu blog. Parabéns! Fotos lindas, textos bem escritos e assuntos deliciosos!!!Vou te seguindo por aí! beijos!
    *** As trufas são realmente de outro mundo!!!!Ô família competente! xoxo

    ResponderExcluir
  12. Adriana Lafetá Toledo17 de outubro de 2011 19:37

    Quem comentou acima fui eu..coloquei como anônima!kkkk

    ResponderExcluir
  13. Que bom que gostou, Pops! Acompanhe para trocarmos figurinhas gastronômicas!!

    ResponderExcluir
  14. Esse post ficou muito legal! Adorei saber sobre o porquê do nome "trufa", adoro textos com diferencial. E essas bolotinhas que sua irmã faz, ainda bem que já comi, ou ia ter uma convulsão aqui, rsrs.

    ResponderExcluir
  15. Precisamos organizar um esquema de envio para BSB ! Assim você não morre de vontade! ;-)

    ResponderExcluir
  16. Adriana, as fotos estão excelentes, as trufas estão tão reais nestas fotos que quase dá para sentir o aroma do chocolate.

    Luiz

    ResponderExcluir
  17. Genteee!!!!!!! Acabei de provar o canudinho!!! É simplesmente MA-RA-VI-LHO-SO!!! As trufas... são de babar!!! Ixialá!!! Dri... adorei o texto!! Parabéns... já tô querendo mais... amo tudo tudo isso...
    Beijooo
    Karla

    ResponderExcluir
  18. Luiz e Karla, fico muito feliz que tenham gostado do blog e do brinde de hoje!!! ;-) Obrigada!

    ResponderExcluir